Review DOOM

748 Visualizações Deixe um comentário

Como havíamos há algum tempo comentado, a quantidade de jogos refeitos tem só crescido, e temos como exemplo o Doom.
O jogo é rápido, até um pouco mais do que eu imaginava, ele é frenético e você vai ver monstros em todos os lados possíveis. Seu level design é inspirador, eu diria, devido aos itens e lugares escondidos e como eles apresentam seus caminhos como detalhes do cenário, e caso passe rápido demais não os notará  (a menos que tenha o melhoramento da armadura que dá uma leve dica ao jogador de onde encontrá-la).
As fases iniciais são confusas e parecem cheias um labirinto, mas isso acaba se tornando uma ilusão, pois o ritmo frenético que Doom proporciona pode confundir o jogador, mas isso de maneira alguma se torna um ponto negativo, mas acaba se tornando um desafio a mais.
Os segredos que se remetem às fases originais do jogo são refrescantes e nostálgicos ao mesmo tempo, e não só isso, mas também a possibilidade de se jogar com a arma no meio da tela, como os jogos originais da franquia Doom.
doommontagethumb-1463108121839_large
O multiplayer é insano, é possível renascer mais rápido do que em outros jogos, tiros comem solto e não param nunca, power-ups aparecem em lugares específicos e podem te dar dano multiplicado, ou maior velocidade, e a possibilidade de pegar o pentagrama, que te transforma em um dos demônios do jogo tornam tudo ainda mais frenético e ameaçador.
A idSoftware realmente quis trazer antigas memórias de volta à vida e mostra seu cuidado com isso, eles entregam conteúdo gratuito inclusive para aqueles que não compraram as DLCs, mostra um carinho para com sua base de fãs. O modo Arcade agora disponível gratuitamente permite jogadores a se desafiarem e a outros jogadores através do tempo e da multiplicação de pontos. A possibilidade de jogar fases inteiras do Doom original, mas com os gráficos atuais se torna uma diversão a mais que a empresa propôs.
doom-1
A possibilidade de um jogador poder criar mapas para a comunidade se torna um plus e um diferencial, quando tantos outros FPSs que poderiam dar tal liberdade para a criatividade, simplesmente optam por trazer uma experiência multiplayer mais intensa.
No mais, é um jogo que vale sim a pena e que deve ser jogado por todos nós, fãs de jogos de tiro.

RELATED ITEMS
Biografia do Autor

Yuri Galiza

Estudante no curso de Tecnologia em jogos digitais em Curitiba e gamer a 15 anos. Trabalhei com pesquisa de interface de games, tradutor e fazendo reviews na Europa. Sou nerd, toco piano, cinéfilo e viciado em games. Minha vida gira em torno da cultura pop, nerd e sua indústria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *