Geek City – Painel da Gibiteca de Curitiba

93 Visualizações Deixe um comentário

No painel da Gibiteca de Curitiba, Fulvio Pacheco falou um pouco da rica história dos quadrinhos em Curitiba, que são produzidos na cidade desde 1880. A cidade possui hoje uma grande quantidade de quadrinistas e publicações (em 2016 foram 55 HQs de autores curitibanos publicadas). Fulvio ainda convidou autores e ilustradores (que estavam ministrando oficinas e autografando suas obras no estande da Gibiteca) pra falarem um pouco mais de suas obras.

A Loira Fantasma de Curitiba é a personagem de Fulvio Pacheco, baseada na mais notória lenda urbana da capital paranaense. Após 10 anos fazendo aparições em vários quadrinhos, ganha sua revista em quadrinhos solo pela Editora Estronho. O roteiro, parceria entre Fulvio e M. Matiazi, explora a aterrorizante vingança da loira pelos taxistas de Curitiba, pois foi assassinada por um deles. Além da arte em stencil de Fulvio Pacheco, a revista conta com a arte de 40 quadrinistas convidados nas mais variadas técnicas de ilustração, que enriquecem a obra.

‘Fliperama Mundo Cão’ é uma ópera rock multimídia composta pela banda Gretchen Cadillac com projeção de quadrinhos (com artes de vários ilustradores) e trilha sonora autoral executada ao vivo. O roteiro conta a história de Roque, o anti-herói, que embarca numa viagem fantástica ao ser engolido por uma sinistra máquina de pinball no final dos anos setenta.

A lenda do Pirata Zulmiro é a história de um cidadão britânico que viveu em Curitiba em meados do século XIX e que teria escondido um baú carregado de jóias e ouro em um túnel descoberto num velho cemitério no bairro das Mercês. Lendas à parte, este baú já foi procurado por inúmeros paranaenses e forasteiros, tornando-se, assim, uma verdadeira Lenda Urbana da cultura curitibana. O personagem foi adaptado aos quadrinhos por Marcos Juliano, o “Indiana Jones de Curitiba”, com traço do ilustrador Francis de Cristo.

A nova edição da revista ‘Calafrio’ traz o tema Palhaços e conta com quatro HQs com os maquiados assustadores, além de mais duas HQs. O editor Daniel Saks aponta a publicação dos autores clássicos como um dos maiores desafios desde que lançou o projeto em Outubro de 2015, dando sequência à numeração original da editora D-Arte.

Nelson Cabral apresentou ‘À Moda da Casa’, também publicada pela Editora Estronho, é baseada nos curtas-metragens ‘Mal Passado’ e ‘Snuff Said’ de Julio Wong. Além da adaptação das duas histórias, o livro de HQ expande o universo apresentado nos curtas em histórias repletas de humor grotesco, referências cinematográficas e receitas apetitosas. Tudo isso com uma cobertura de cultura e ambientação local, que ajudam a dar um gosto único, familiar e ainda mais hilário.

Em ‘A Infância do Brasil’, o premiado quadrinista José Aguiar lança seu olhar sobre a História do Brasil não pela perspectiva dos grandes eventos, mas pela das pessoas comuns, pelo viés da infância. Nela o autor atravessa nossa história cheia de contradições, abusos, descaso, abandono, entre outras situações que insistem em não ficar para trás.  A Infância do Brasil é sobre refletir o presente a partir do nosso passado para, quem sabe, projetarmos um futuro melhor.

A Gibiteca e Curitiba é o lugar ideal para os fãs artes e quadrinhos, pois conta com um acervo gigantesco e vários cursos a custos baixíssimos, ministrados por grandes nomes do mercado. Vale a pena conferir (e valorizar) esse maravilhoso espaço da capital paranaense.

Biografia do Autor

Giovanni Christian

Designer, ilustrador, cinéfilo e nerd curitibano. Fã de Star Wars desde sempre, começou a participar das atividades do Conselho Jedi Paraná em 2009, e atualmente é um membro da organização do fã-clube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *