Como Se tornar o Pior Aluno da Escola – Crítica

261 Visualizações Deixe um comentário

Aliando seu característico humor acido em uma roupagem estilo “Ferris Bueller”, Danilo Gentili chega aos cinemas com o longa, Como se Tornar o Pior Aluno da Escola, título homônimo de seu livro.

Repleto de um ar auto biográfico, o longa acompanha a história de Bernardo (Bruno Munhoz) e Pedro (Daniel Pimentel), típicos alunos do ensino fundamental, que em vias de repetir de ano, tendo como última chance uma prova final de matemática, recorrem a um ex-aluno do colégio, dono de uma caixa cheia de truques, planos e pagadinhas, que eles encontram escondida no banheiro. Logicamente o ex aluno, é Danilo Gentili, o dito pior aluno que a escola já teve. Daí para a frente o filme se torna um verdadeiro amalgama de todos os clássicos estudantis da sessão da tarde, Curtindo a Vida AdoidadoA Vingança dos NerdsKaratê Kid Porky’s, são apenas algumas das claras referências que o longa trás.

Acompanhando todas as belas produções nacionais atuais, Como se Tornar o Pior Aluno da Escola mantêm uma qualidade de produção. A escolha do elenco cativa, principalmente pela dupla principal, que seguram bem o timing cômico do roteiro. Talvez o maior destaque vai para Carlos Villagrán, o popular Kiko. Em sua estreia no cinema, além desta vez o ator só apareceu no telefilme Vamos todos a Acapulco, exibido em apenas alguns cinemas. Aqui Villagrán da vida ao sistemático diretor da escola. Um papel que caminha para um lugar completamente diferente do usual nas mãos do ator.

Mas se por um lado a produção e casting ajudam o filme, a direção acaba deixando a desejar. Com tantos talentos e humoristas a bordo do projeto, Fabrício Bittar, diretor do longa, parece perder a mão com tanto material humano a disposição. Optando muitas vezes por uma resolução de cena simples, com edições minimalistas jogando quase todo o peso em cima do roteiro, o que parece não funcionar.

Logicamente se tratando do Gentili, não espere nada politicamente correto. Todo o humor do longa mergulha fundo em muita acidez e o que para muitos pode soar como apelativo. Nada que surpreenda os fãs do comediante, que tem como marca registrada este estilo. Muito longe do que Gentili fez questão de ressaltar em suas entrevistas e eventos que participou para a divulgação do filme, a produção não tem uma mensagem positiva, até tenta, mas o final deixa claro que a intenção não é esta. Também nem seria o certo procurar por isso. Como se Tornar o Pior Aluno da Escola é uma ótima comédia para passar o e apenas isso.

Biografia do Autor

Thompsom Sigel

Pesquisador e consumidor assíduo da cultura pop, nerd, viciado em cinema, apaixonado por quadrinhos, maluco por musica e com uma longa bagagem cultural. Este sou eu, publicitário e criativo. Com a pretensão de trabalhar com aquilo que gosta e a sensação de ter escolhido a área certa para isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *