Os acertos e fracassos da DC no cinema

96 Visualizações Deixe um comentário

Já faz um bom tempo que estamos vivendo uma era de filmes de super heróis. Vamos as salas de cinemas assistir as mais diversas adaptações de quadrinhos, e apesar de Hollywood tentar emplacar filmes do gênero desde os anos 80, só nos anos 2000 eles viraram febre.

Recentemente a DC e a Warner Bros tem conseguido emplacar filmes bons e estabelecer um universo cinematográfico, bem como a Marvel. Verdade seja dita que alguns, vários, tropeços foram dados antes da DC Comics chegar lá e nós vamos relembrar alguns aqui.

Pra começar, Lanterna Verde (2011) foi um completo fracasso de crítica e apesar de ter lucrado alguns milhões, não chegou a ser considerado um lucro de fato por seus produtores. O filme que trazia Ryan Reynolds no papel principal não deixou a desejar em efeitos especiais, mas pecou em todo o resto. A atuação do protagonista, juntamente com um roteiro mais fraco, não convenceram o público. O filme conta com apenas 26% de aprovação.

Mulher Gato (2004) é um daqueles filmes que não deveria nem ter sido feito. Primeiro porque não só o público não comprou a ideia do filme como nem a própria Halle Berry, responsável por dar vida a personagem nas telonas. Desde o começo não havia expectativa nenhuma para o filme e a própria atriz disse que só aceitou participar do longa para ganhar um framboesa de ouro, o que conseguiu com exito. O filme tem míseros 9% de aprovação.

Um fracasso recente da DC nos cinemas foi Esquadrão Suicida (2016). Um filme tão esperado pelo público e com ótimos trailers decepcionou mais do que poderíamos imaginar. Os trailers eram tão bons que deixaram o público em polvorosa e com a expectativa muito alta, mas infelizmente o longa não estava a altura. O primeiro filme do subgênero que focava nos vilões, e não nos heróis, tinha tudo para se tornar um dos maiores clássicos que o cinema já viu. Mas, com um roteiro ruim ele não se sustentou, tornando-se um filme descartável, inclusive para o universo da própria DC. O filme chegou a marca de apenas 25% de aprovação.

Mas, justiça seja feita, nem só de fracassos a DC vive. Depois de parecer ter se encontrado cinematograficamente ela vem lançando, junto com a Warner, ótimos filmes do gênero e que, para mim, passam facilmente muitos filmes da Marvel. Que ultimamente só faz mais do mesmo.

Inovar é perigoso a medida que o público está acostumado com um tipo de filme nesse gênero, por outro lado, se você escolhe ir na corrente que está ganhando e emplacando vários filmes há anos, muitos reclamam que está sendo feito mais do mesmo. Assim fica difícil agradar, não?

Gostando ou não, é indiscutível a qualidade que a DC vem obtendo em seus últimos longas, vamos falar sobre alguns deles.

Mulher Maravilha, por motivos óbvios, foi um divisor de águas. Não só pelo roteiro ser ótimo, assim como a atuação e toda a produção que envolve o filme, mas também porque o longa tem uma carga de representatividade muito grande em uma sociedade que quase não dá lugar a mulher. E em Hollywood, que costuma pensar que protagonistas mulheres não dão tanto dinheiro quanto homens. Mulher Maravilha provou que com uma história bem feita as mulheres tem muito a oferecer nesse universo. Batendo recordes de bilheteria, o filme foi o primeiro desse novo universo da DC que de fato emplacou, com sucesso de crítica e público. Girl Power!

Batman vs Superman: A Origem da Justiça é polêmico, porque ao mesmo tempo que muita gente amou, muitos também odiaram. Eu, particularmente, achei o filme ótimo. Ele se destaca justamente por não apresentar mais do mesmo, já que a maioria dos filmes lançados seguem a fórmula Marvel. Mas, parece que o público quer mesmo algo mais “light” e não comprou muito essa ideia.

Apesar disso, o filme é ótimo e executa com sucesso os planos da DC no cinema, sendo fundamental para você assisti-lo se quiser, por exemplo, ver Liga da Justiça.

Por último, mas não menos importante, Liga da Justiça foi lançado essa semana e tem sido até o momento um sucesso de bilheteria. Muitos críticos afirmam que o filme é a encarnação definitiva da Liga da Justiça nos cinemas. E que, bem como Os Vingadores, mas a sua maneira, os heróis da DC Comics chegaram para ficar.

Se você ainda não leu nossa crítica de A Liga da Justiça clique aqui e saiba mais do longa, sem spoilers.

Sendo você um grande fã, ou não, dos heróis da DC, é preciso manter a mente aberta. Afinal, os últimos filmes tem cumprido com o prometido e nos mostram um universo que queremos ver mais. Conquistando seu lugar ao sol, a parceria com a Warner Bros vem finalmente rendendo frutos e trazendo aos seus fãs a sensação de dever cumprido. Estamos ansiosos.

Biografia do Autor

Lakini Suryana

Fanática por Harry Potter, mas publicitária e fotógrafa de formação. Trabalho com comunicação e encontrei na escrita uma das maneiras de me expressar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *