Os Caminhos da Guerra na nova expansão de World of Warcraft

93 Visualizações Deixe um comentário

No último final de semana, durante a BlizzCon, foi finalmente revelado a nova expansão do aclamado MMORPG World of Warcraft. Trata-se de Battle for Azeroth, uma nova aventura que colocará novamente Horda e Aliança frente a frente.

Para muitos fãs da franquia, o retorno da história do game as origens, mantendo o foco na guerra entre facções, é visto como algo positivo, já que o ápice do sucesso de Warcraft venho do eterno embate entre homens e orcs.  Mas será mesmo que faz sentido o mundo voltar a guerrear entre si, logo após uma batalha tão severa contra a temida Legião Ardente? Bom, vamos aos fatos, seguindo o anuncio da nova expansão, também foram liberados dois vídeos, sendo um a tradicional cinematic e o segundo um vídeo mostrando novos mapas e outras adições ao game.  Diverças informações apontam para 3 acontecimentos determinantes para a história do jogo. O primeiro, é fato que durante nossa última batalha contra o Titã CaídoSargeras, o próprio irá “ferir” nosso mundo, e por sua vez o Titã Azertoth. A ferida ficara na região de Silithus, e lá uma rica substância sera criada. Outro fato, cronologicamente confirmado, é que a Horda colocará fogo em Teldrassil, a Arvore do Mundo onde se localiza Darnassus, a capital dos Elfos Noturnos. O Golpe será forte e acaba ocasionando o terceiro fato, a batalha por Lordaeron, como vimos no vídeo.

O que para muitos ainda é um mistério, é por que diabos a Sylvanas, ainda Chefe Guerreira, tomaria uma decisão tão drástica como atear fogo em uma capital inteira? Bom, teorias apontam para dois lados. O Primeiro, seria uma questão estratégica, sabemos que ocorrerá uma corrida para coletar o novo recurso da “ferida do planeta”, para tanto nada mais tático do que eliminar a concorrência, afinal o continente da Kalindor, onde situa-se a capital da Horda, apenas a capital elfica poderia causar problemas. Vale lembrar que a Exodar, a capital dos Draineis, se trata de uma nave, por isso, a principio, ela poderia ser movida.

Outra teoria aponta para algo mais sombrio. Após a queda da Legião, é nítido que os próximos grandes inimigos a serem enfrentados são os Old Gods e os Void Lords. Boa parte dos jogadores, acreditam que mesmo que Sylvanas não seja lá de muita confiança, ela jamais colocaria seu povo em risco iniciando um conflito, pelo menos não de forma tão gratuita assim. Alguns acreditam que ela pode sim estar sobre a influencia de Old God. Podemos ainda ir além nisso tudo, quem indicou a Rainha Banshee para o “trono” da horda, foi Vol’jin, troll que obteve ajuda dos Loas para tomas esta decisão. Mas e se não foram os Loas que sussurraram este nome para o troll, e se foi algo mais sombrio?
A Blizzard é famosa por iniciar uma expansão com um foco, e durante o andamento, mostrar que o plano era bem diferente do que imaginávamos. A retomada da batalha entre Horda e Aliança, chama muita atenção, mas também pode encobrir diversos outros segredos.

E vocês, o que esperam do futuro de Word of Warcraft?

Biografia do Autor

Thompsom Sigel

Pesquisador e consumidor assíduo da cultura pop, nerd, viciado em cinema, apaixonado por quadrinhos, maluco por musica e com uma longa bagagem cultural. Este sou eu, publicitário e criativo. Com a pretensão de trabalhar com aquilo que gosta e a sensação de ter escolhido a área certa para isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *